< Voltar

Informe das Terras Distantes #1: Ameaças e oportunidades

O experiente aventureiro Rex the Red informa sobre coisas estranhas acontecendo nas Terras Distantes.

19 de novembro de 2019 12:38 por Rex the Red


I. Enfrentamos um novo inimigos

Eu não sou rei nem comandante, mas já vi bastantes batalhas. Enfrentei de demônios de Hellgate a uma horda de mamutes enfurecidos, e viajei pelas terras selvagens de Albion. Eu achava que tinha visto de tudo que as Terras Distantes tinham a me mostrar… mas parece que o norte selvagem ainda tem suas surpresas.

Minha equipe estava de volta depois de uma aventura numa masmorra, carregada com muitos saques que com certeza renderiam um punhado (ou dez) de prata, quando nos deparamos com algo estranho: um grande buraco no chão, tão profundo que não podíamos ver o fundo e iluminado com um brilho estranho. Eu sabia a cor: energia de cristal, brilhante e azul como o céu! Nós nos aproximamos cuidadosamente, mas não vimos nada de extraordinário, então decidimos continuar a nossa caminhada para a cidade e retornar com uma equipe maior.

No dia seguinte, colocamos os nossos melhores equipamentos e voltamos pelo portal, preparados para qualquer coisa. Ao nos aproximarmos do local, sentimos um estranho estrondo: provavelmente brutos Protetores guardando seu território, nós pensamos, ou talvez Hereges minerando os cristais para si – nada que não poderíamos dar conta.

Então nós o vimos.

Como algo que sai  de um sonho: uma figura humano, enorme, e vestida de branco. Seus pés flutuavam sobre o chão, e sua face estava escondida pela máscara dourada sem expressão. Estava controlando um dispositivo indescritível: uma grande máquina de esferas dentro de esferas, que girava em seu próprio ritmo para colher a preciosa energia da terra.

Nós sacamos nossas armas e avançamos sobre o ser – e ele realizou ataques de tipos que nunca vimos. Ele não possuía arma, mas lançava raios de energia pelas mãos. Nós lutamos com o que tínhamos, e apesar de vários do grupo terem caído, finalmente conseguimos desferir o golpe mortal.

Ele morreu como nenhum ser que eu já tenha visto, flutuando e desaparecendo em uma luz branca ofuscante. Onde ele estava, uma energia brilhante e esquisita remanesceu – não azul, mas branca. Nós pegamos essa substância branca e nos dirigimos de volta para Caerleon para curar os feridos, reparar as armas e ver o que poderíamos fazer com aquela coisa.

II. O Alquimista

Nós levamos o recipiente brilhante para o velho alquimista, que imediatamente se aprontou para aprender mais sobre isso. Ele pode ser um velho maluco, mas é meticuloso. Ele segurou o recipiente e balançou, e então, balbuciando algo, caminhou para falar com o Manipulador de Energia.

Durante toda a noite, estranhos lampejos de luz emanaram de sua cabana, acompanhados por sons alarmantes de explosões a rugidos ferozes. Quando amanheceu, ele finalmente saiu e declarou seu experimento como um sucesso. Que maravilhas ele teria criado, perguntamos, a partir desse peculiar material?

Primeiro, disse, experimente-as, e nos entregou várias comidas. Eu ainda estava em jejum, então escolhi uma tigela de guisado, e um amigo pegou seu predileto, sanduíche de vaca. A cada mordida, nós sentimos um estranho poder surgindo em nós, e logo nós estávamos cavalgando pelas terras selvagens, abatendo Morganas, Mortos-Vivos e Hereges.

Quando os efeitos passaram, nós retornamos para o velho alquimista, que já estava pronto para mostrar sua próxima conquista. Tome essas, e veja o que elas podem fazer. Ele nos entregou ferramentas, que brilhavam com a mesma luz. Nós partimos novamente, eu em direção a uma moita de Verbenas, meu amigo enfrentando uma horda de bestas selvagens e esfolando seus couros. Nós retornamos para a cidade, pesados com os frutos do nosso trabalho, e após visitar o  Mercado para vender nossas mercadorias, nós voltamos para o velho Alquimista.

Entre, ele disse, sorrindo maliciosamente, eu tenho algo mais para te mostrar. Ele nos levou ao Manipulador de Energia, onde nós vimos um veterano chamado Motown da guilda Dark-Force, segurando um Dragão do Pântano por sua coleira de couro. Você está pronto? Ele perguntou. Nós assentimos, e o Manipulador de Energia despejou uma grande jarra da coisa na boca da fera.

Ela rugiu – não de dor, mas pela onda de poder. E então, diante dos nossos olhos, ela se transformou. Ela cresceu, seus olhos brilhando, e grandes espinhos de cristal emergiram de seu corpo. A criatura que estava diante de nós era como nada que jamais tínhamos visto.

Contemplem, ele disse, uma nova forma de vida, nunca antes vista em Albion. Enquanto Motown cavalgava em sua nova criação, o Manipulador de Energia se virou a nós e disse: se importa de fazer o seu próprio?

***

Fique ligado para mais Informes das Terras Distantes nas próximas semanas.


Notícias mais recentes



Publicações mais recentes



Vídeos mais recentes