Crônicas de Albion: Templer

Apesar das muitas dificuldades, a guilda alemã, Templer, conseguiu contornar todos os obstáculos. Como eles fizeram isso? Tenacidade!

21 de dezembro de 2016 13:00 por UrzaKeFrostgard


Para as Crônicas de Albion dessa semana nós nos reunimos com JJAY, líder da Templer, e WTenji, uma das mãos direitas. Eu fiquei sabendo da guilda após olhar no jogo por guildas em destaque. A Templer ficou de fora das massas devido à sua mentalidade de ‘nunca desistir’. Após uma curta introdução, nós falamos sobre seus atuais problemas e seus planos para continuar seguindo em frente. Aproveite!

Uma decisão democrática

Fundada por JohnWulfgarden no início da Beta Final, a Templer lutou muitas batalhas e passou por muitos obstáculos. Após a liderança da guilda ter de deixar o Albion Online devido a circunstâncias pessoais, a guilda decidiu que eles queriam ficar juntos e elegeram um novo líder entre eles: JJAY.

Apesar de JJAY liderar a Templer, a guilda é comandada por um conselho de sete pessoas, todos com suas próprias subáreas. As decisões maiores são feitas por um voto do conselho e este ter sete membros garante uma decisão. Sem o fundador, as intenções originais da guilda estão, de alguma forma, esquecidas, mas a nova liderança está fazendo de tudo para garantir que sua guilda esteja indo na direção correta.

Dos membros e sangue fresco

Como a maioria das guildas, a Templer tem alguns membros que garantem que a guilda esteja indo na direção certa. Para as finanças e arsenal da guilda, esses membros são Sarthuria, Silwyna, Soraya e Tarthoneh. Esses caras não são simples coletores e fabricantes em nome de sua guilda, e podem motivar outros membros da guilda a fazer o mesmo ao organizarem eventos divertidos, que todo membro gosta de participar.

Além disso, o que seria da guilda sem algum tipo de propaganda? Corz1, uma Lenda de Albion e um dos melhores jogadores de PvP da guilda, está regularmente transmitindo ao vivo para trazer a atenção da comunidade à guilda.

E por último, mas não menos importante, nós temos WTenji, como mão direita da guilda. Ele está no comando do recrutamento da Templer. Tentando certificar-se de que sua guilda sempre tenha novos recrutas, WTenji procura incansavelmente por novatos e veteranos que estejam buscando por um novo lar.

Apesar do trabalho de WTenji não parecer muito difícil, o recrutamento de novos jogadores é um dos maiores problemas que a Templer está enfrentando atualmente. O pensamento de WTenji sobre isso é: “Atualmente, não há pessoas falantes de alemão o suficiente entrando no jogo, e alguns veteranos decidiram dar um tempo do Albion para se prepararem para o lançamento de verdade. Por causa disso, simplesmente não há pessoas suficientes disponíveis para o recrutamento.”

Qualidade, comprometimento e tenacidade

A Templer está abordando a competição de Albion Online de sua própria maneira. Eles estão separando a palha do trigo e tentando pontuar com habilidade e compromisso mais do que apenas números.

Para ganhar acesso a níveis maiores de recursos, a Templer decidiu dividir suas forças em duas bases. Uma localizada em Outrider Oasis, uma zona vermelha, e outra em Black Forest, uma zona preta. Essa divisão os trouxe a vantagem de ter muito mais acesso a todos os tipos de recurso. Enquanto o time vermelho certificou-se de ter materiais de tier baixo o suficiente, o time preto assegurava o suprimento de recursos de tier alto. Por outro lado, a divisão causou alguns problemas para a guilda também. Com os guerreiros mais ativos da Templer estacionados em Black Forest, o treinamento de novos recruta nas zonas vermelhas se tornou muito mais difícil e JJAY descreve a situação como o seguinte: “Com a separação de nossas forças, o treinamento de nossos novos recrutas se tornou muito difícil já que precisava que eles fossem proativos e isso é algo que as pessoas vindas de MMOs não conhecem.”

Com apenas um time de GvG ativo, a separação mostrou outra desvantagem. Ao se defender da competição em Black Forest, a Templer percebeu que eles não podiam manter todos os seus territórios com um único grupo de jogadores e decidiram sair das zonas pretas, reagrupando com seus membros em Outrider Oasis. Em vez de se chatearem com a perda, eles começaram a analisar os fatores que causaram sua derrota.

Como resultado, a guilda começou a mudar seu regime de treinamento para se encaixar às novas condições que encontraram nas Terras Distantes. As coisas começaram com as preparações. Os membros da guilda começaram a treinar com todas as armas do Painel do Destino. Aplicando algum de tipo de regra de pedra papel tesoura, todos os membros começaram a aprender sobre as forças e fraqueza de cada pedaço do equipamento, e cada combinação. Uma quantidade incontável de duelos e conjuntos depois, um profundo entendimento do jogo se mostrou fruto desse trabalho.

Com toda a guilda envolvida no processo, a Templer podia criar um segundo grupo de GvG. Com um segundo time e um exército bem preparado à sua disposição, eles deixaram as coisas ainda mais interessantes ao analisarem todas as suas batalhas de GvG, com o objetivo de otimizar os conjuntos, estratégias e as composições de grupo ainda mais.

Combinar esforços e ter uma carta na manga

A aliança da Templer com a Bewahrer der Welten não pode ser subestimada devido às suas melhorias. Apesar de ambas as guildas estarem em continentes diferentes, elas tomaram vantagem das novas áreas que abriram para elas. Juntas, elas afiaram suas habilidades, combinando suas forças no PvP de mundo aberto nas Terras Distantes e treinando com seus times de GvG. Além disso, ambas as guildas fazem eventos e missões de PvE para não apenas aumentar suas riquezas, mas também para oferecer aos seus membros a diversão de jogar com pessoas com a mesma mentalidade.

Juntos, eles estão atualmente planejando uma nova campanha de GvGs nas zonas pretas. Seu foco para essa campanha é lutar contra fortes oponentes em vez de apenas ganhar território. Como WTenji explicou: “Um desafio é mais importante para nós que ganhar territórios.”

“Desde que nos mudamos para as zonas vermelhas, nada do que fizemos foi sem propósito. Mesmo nossa atual localização foi escolhida por uma razão. Como eu não posso dar detalhes, digamos que a Templer não terá férias nesse inverno!” adicionou JJAY com um sorriso, confiante da vitória.

Além de sua campanha para voltar a Black Forest, a Templer quer se manter com seu princípio: “Se divertir juntos!” … e independente da estação!

Palavras de fé

Para fechar as Crônicas, nós falaremos sobre as coisas que descreveriam a guilda da melhor forma. Essa foi a resposta de JJAY para mim:

Templer, uma irmandade, uma ordem, uma comunidade – força, diligência, confiança, compaixão e honra. Bem-vindo a Kingsland!”

Você já cruzou sua espada com a Templer? Quais são suas experiências com essa guilda alemã? Compartilhe sua opinião sobre a Templer em nosso fórum!


Notícias mais recentes



Publicações mais recentes



Vídeos mais recentes